Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C
Logotipo Município de Vila Franca de Xira
pesquisar

Obras na A1 vão ser reprogramadas: trabalhos serão intensificados e terminam em agosto

18 Junho 2018

Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira reuniu com o Conselho de Administração da Brisa

Sem Título

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, reuniu a 15 de junho com o Presidente do Conselho de Administração da Brisa, Eng.º Vasco de Mello, a fim de analisar com aquela entidade os fortes constrangimentos ao tráfego rodoviário que se verificam no Concelho de Vila Franca de Xira, desde o início das obras na Auto Estrada do Norte (A1), no passado dia 28 de maio. Esta reunião, solicitada pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, decorreu de outras diligências que já haviam sido encetadas pela Autarquia em momentos anteriores, junto da própria Brisa e também do Governo. No decurso da reunião, a Brisa informou que a programação da obra será reformulada, com uma intensificação dos trabalhos que permitirá a sua conclusão até final do mês de agosto.

Embora compreendendo a necessidade e a complexidade das obras em curso, o Presidente da Autarquia vila-franquense manifestou forte preocupação pelos evidentes transtornos e incómodos causados aos utentes, os quais se fazem sentir na A1 mas também por toda a Estrada Nacional 10, ao longo do território concelhio. Considerando-se que as filas de trânsito verificadas decorrem sobretudo da passagem de três para duas vias, gerando um afunilamento severamente penoso para os automobilistas, foi também manifestada a necessidade de as obras não serem suspensas em agosto, para que as mesmas sejam concluídas mais rapidamente. Foi assim solicitado pelo Presidente da Câmara – e aceite pela Brisa –, a reprogramação dos trabalhos.

A Administração da Brisa afirmou que a sua preocupação fundamental se prende com a prestação de um bom serviço aos seus utentes, mantendo também boas relações institucionais com as Autarquias e demais Autoridades. Nessa medida, foi sublinhado pelo Eng.º Vasco de Mello que as obras em causa são essenciais e que pretendem justamente melhorar o serviço prestado, a circulação e a segurança rodoviária nos troços em se verifica a intervenção. Da contínua monitorização à infraestrutura, tornou-se evidente a necessidade de executar as obras agora em curso, visando a reabilitação do separador central na A1. Constatando a Brisa que o tipo de intervenção em causa não permitiria a sua realização em período exclusivamente noturno, nem tão pouco a existência de três faixas de circulação. No decorrer da reunião, a empresa concessionária concordou com a reprogramação dos trabalhos em curso, esperando que as alterações a introduzir venham a minimizar as consequências desfavoráveis para o trânsito e para os utentes. De acordo com esta reprogramação, as obras não serão interrompidas em agosto (exceto na primeira semana), pelo que a intervenção estará concluída no final desse mês. Já não haverá obras na A1 no mês de setembro. A Brisa informou ainda que já solicitou ao empreiteiro que proceda à intensificação das obras em curso, para que as mesmas se desenvolvam de forma mais célere. E nessa medida, foi já assegurado o reforço e alargamento do horário de trabalho, com as obras a decorrerem 24h por dia.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira evidenciou ainda que os constrangimentos de tráfego na Estrada Nacional n.º 10, agora intensificados com as obras em curso, tornam ainda mais evidente a necessidade de construção da Variante de Alverca, bem como do Nós dos Caniços e do Sobralinho. Foi sublinhada a importância de se encontrarem no curto prazo soluções de escoamento do tráfego da A1, a qual, nos troços entre Vila Franca de Xira e Lisboa, constitui hoje em dia uma via rápida urbana de trânsito pendular metropolitano. Referiu também a exigência e a importância da abolição das portagens em Alverca, como instrumento fundamental para garantir e potenciar esta mobilidade concelhia, regional e metropolitana.

Neste âmbito, e pese embora prevaleça a discordância no que respeita à isenção de portagens enquanto forma de aliviar o tráfego automóvel na A1 ou na EN10, a Brisa assumiu um compromisso expresso junto da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, no sentido de voltar a analisar o tema dos novos Nós dos Caniços e do Sobralinho na A1.