Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C
Logotipo Município de Vila Franca de Xira
pesquisar

Vinho Municipal “Encostas de Xira”

15x20VINHOS_final_28fev_Página_2
 
A Quinta de Subserra, fundada no século XVII, sempre teve tradição de produção de vinha. Porém, quando foi adquirida pelo Município, oferecia uma produção irregular e de baixa qualidade, tendo por isso, em 2008, sido iniciado processo de renovação, com a plantação da 1.ª fase da nova vinha, de modo a recuperar a tradição de produção de vinho neste espaço.
 
Em fnal de 2015, o executivo investe neste projecto de forma mais consistente, contando desde aí com o apoio de uma equipa multidisciplinar nas áreas de Viticultura, Enologia e Comunicação, numa clara aposta na qualidade e na inovação.
 
Desde essa data a adega da Quinta de Subserra foi remodelada, foram implementadas novas metodologias de produção e vinicação e foi criada a primeiramarca de vinhos do Concelho – “Encostas de Xira”.
 
A imagem desta marca foi desenvolvida pelo Vasco Gargalo – ilustrador e cartoonista vila-franquense, que alia elementos de tradição e modernidade nos novos rótulos.
 
Já em 2017 foi plantada a última fase da nova vinha.
 
A produção está assente em oito parcelas de vinha de castas brancas - ARINTO, FERNÃO PIRES e MOSCATEL e de variedades tintas - CASTELÃO, TOURIGA NACIONAL (2), TOURIGA FRANCA e SYRAH, numa vinha virada a nascente, uma meia encosta da Denominação IGP-Lisboa.
 
Na vindima de 2017 foram produzidos cerca de 20.000L de vinho, que alimentarão as festas do Concelho, e que estarão associados aos principais eventos culturais do Concelho, nomeadamente os gastronómicos – “Sabor do Campo à Mesa” – em novembro, e “Março, Mês do Sável”.
 
Esta colheita teve como base todas as castas de solos argilo-calcários com rendimentos abaixo de 8000 l/ha, garantindo vinhos tintos de maceração prolongada em lagares, e com uma intensidade cromática de vermelho rubi onde se alia um nariz de frutos pretos intensos de cereja fresca. Na boca os vinhos são elegantes e sendo os taninos longos e finos. Nos vinhos brancos mantém-se a elegância e uma frescura das castas em predominância e um final de boca macio, redondo e com retrogosto no nal.
 
É com imenso prazer que se degustam estes vinhos “ENCOSTAS DE XIRA” sempre que possível a maridar com iguarias regionais.