Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C
Logotipo Município de Vila Franca de Xira
pesquisar

Ocupação Islâmica


Não fugindo à regra da historiografia nacional, sobre o processo de islamização no concelho de Vila Franca de Xira pouco se sabe, parte deste espaço teria pertencido a um distrito rural na época islâmica ao qual estaria ligado o povoamento correspondendo aos períodos emiral/califal relacionando-se com os terrenos férteis das Lezírias do Tejo e também com a província de Balata.
 
Os vestígios desta ocupação apareceram no Alto do Senhor da Boa Morte em Povos fruto de duas campanhas arqueológicas. Trata-se de um recinto fortificado que corresponderia a um Castelo/território, localizando-se nas proximidades de um dos eixos viários mais importantes entre duas capitais importantes - Santarém e Lisboa. Desfrutando de ampla vista sobre o Tejo, tinha o seu ponto mais alto no cimo do cabeço, onde coexistiam o fortim superior que seria quadrangular ou rectangular, silos, uma muralha de taipa terrosa com cerca de 1,50m de espessura, com algumas estruturas de habitações associadas que se localizariam no interior e exterior leste da muralha, e provavelmente uma segunda linha de muralhas atestada pela existência de taludes em zonas das encostas.
 
Através das sondagens arqueológicas feitas em 1991 e 1995 para além das estruturas já descritas foram detectados artefactos cerâmicos cuja cronologia remonta à época Omíada até à Reconquista, pode-se concluir que estamos perante uma construção do período Omíada e o espólio encontrado mais antigo corresponde às épocas Califal e dos reinos de Taifa. Em Alverca também apareceu alguma cerâmica islâmica.