Passar para o Conteúdo Principal Top
Hoje
Máx C
Mín C
Logotipo Município de Vila Franca de Xira
pesquisar

Iniciativas | Programas

O Município de Vila Franca de Xira apoia a participação dos seus jovens no Congresso Internacional das Cidades Educadoras

imagem_cidades_educadoras_1_750_2000_1_750_2000

Se tens entre 18 e 24 anos, és fluente em inglês e queres participar no Congresso Internacional das Cidades Educadoras, que se realiza em Cascais, de 13 a 16 de novembro de 2018, esta publicação é para ti!

Este ano Cascais organizará o XV Congresso Internacional das Cidades Educadoras que decorrerá de 13 a 16 de novembro no Centro de Congressos do Estoril com o tema: Cidade Pertença das Pessoas.

Nesta edição, para além da realização deste congresso, Cascais é a Capital Europeia da Juventude e também por isso, irá contar com uma inovação em relação aos  congressos anteriores que se têm vindo a realizar pelo mundo, prevendo a realização de um Congresso de Jovens dentro do XV Congresso Internacional.

Este congresso contará com a participação de cerca de 100 jovens das Cidades membro da Associação Internacional das Cidades Educadoras, 70 internacionais e 30 nacionais com idades entre os 18 e 24 anos com vista a motivar e proporcionar às gerações mais jovens ferramentas, para o compromisso crítico e ativo, bem como oportunidades para refletir sobre o futuro da nossa Cidade.

Os Jovens que representarão os municípios nacionais deverão dominar bem a língua inglesa para a participação neste Congresso. O passo seguinte será a preparação de uma reflexão sobre Cidades Educadoras, com o tema do congresso “Cidade Pertença das pessoas” com enfoque especial na “Participação dos jovens na vida da Cidade”, de acordo com as normas.

Mais se informa de que Cascais assumirá os encargos relativos à inscrição no Congresso, ao alojamento numa residência da Juventude (quartos para rapazes e raparigas) e às refeições durante o Congresso, que inclui pequeno-almoço, almoço e jantar. O Município de Vila Franca de Xira assumirá os encargos relativos às viagens e transferes, seguro de responsabilidade civil e seguro de saúde (cartão de saúde europeu válido para jovens da UE). Qualquer despesa extra ficará a cargo dos participantes ou das suas cidades.

O prazo limite para a apresentação das candidaturas por parte das cidades é dia 20 de Abril 2018.

Se estás interessado(a), envia a tua reflexão, redigida em inglês, com tamanho máximo de duas páginas, em Times New Roman 11, com espaçamento 1,5, e de acordo com as demais normas de participação,  acompanhada do teu nome, data de nascimento, contacto telefónico e endereço eletrónico para educacao@cm-vfxira.pt até dia 17 de abril.

A candidatura está sujeita a uma seleção prévia por parte da Câmara Municipal, que comunicará posteriormente a todos(as) os(as) candidatos(as), o resultado.


Assembleia Municipal Jovem – Edição 2018

AMJ_2018_1_750_2000

É já no próximo dia 9 de maio, pelas 15h00, na Escola Secundária Alves Redol, em Vila Franca de Xira, que tem lugar a 11.ª edição anual da Assembleia Municipal Jovem.

Subordinada ao tema "A Igualdade de Género – Um Debate para Tod@s", a iniciativa organizada pela Câmara e Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira, tem como objetivo incentivar o interesse dos jovens pela participação cívica e política, sublinhando a importância da sua contribuição para a resolução de questões que afetam o seu presente e o futuro individual e coletivo.

Na sessão deste ano participarão alunos do 2º e 3º ciclo do ensino básico e do ensino secundário dos Agrupamentos de Escolas do Concelho, da Escola Secundária Gago Coutinho, do Colégio Álvaro Vidal – Fundação CEBI, do Centro de Formação Profissional de Alverca – IEFP e da Escola Profissional de Hotelaria e Turismo de Lisboa – Polo da Póvoa de Santa Iria, que farão ouvir as suas propostas junto dos órgãos do poder político.

Incentivando as capacidades de argumentação e defesa de ideias dos mais jovens, e incutindo valores tais como a tolerância, o respeito e a solidariedade, pretende-se com este envolvimento ativo da comunidade escolar no projeto, dar a conhecer o significado e o papel do mandato de membro da Assembleia Municipal, bem como o processo de decisão deste órgão representativo de todos os munícipes.

Subordinada ao tema da iniciativa, foram ainda convidadas todas as escolas básicas do 2.º e 3.º ciclo e escolas secundárias do Concelho a participar numa exposição, através da apresentação de trabalhos de fotografia e/ou “Curtas-metragens”.


Projeto "Walk The (Global) Walk: Mobilizar os jovens europeus em torno dos objetivos de desenvolvimento sustentável"


Sem_T_tulo_1_750_2000O Município de Vila Franca de Xira (MVFX), em parceria com a ONG AIDGLOBAL – Ação e Integração para o Desenvolvimento Global, vai implementar o Projeto “Walk the (Global) Walk: mobilizar os jovens europeus em torno dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS)”, nas escolas do Concelho com oferta de 3.º ciclo e ensino secundário, nos próximos 3 anos letivos (de 2018 a 2021).

Este projeto decorre da candidatura de um consórcio europeu à linha de financiamento de Educação para o Desenvolvimento da Comissão Europeia (EuropeAid/151103/DH/ACT/Multi). Este consórcio é liderado pela Região da Toscânia, em Itália, e envolve 8 outros Municípios/Regiões europeus(eias) - Itália, França, Chipre, Reino Unido (País de Gales e Escócia), Portugal, Grécia, Croácia, Bulgária, Roménia, e 8 Organizações da Sociedade Civil (OSC). Cada país está representado por um Município e uma OSC, sendo que estas participam enquanto parceiros técnicos das autarquias. Participam também 2 países em desenvolvimento – Bósnia e Albânia.

O projeto tem como objetivo principal a formação de professores e alunos nos temas ligados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), e simultaneamente aumentar o espaço de cidadania ativa para a juventude e seu envolvimento cívico informado e comprometido em debates relacionados a ODS para promover uma cultura transformadora de corresponsabilidade a nível global.

Em cada ano será trabalhado um ODS: 11,13 e 16 (Cidades e comunidades sustentáveis; Ação climática; Paz, justiça e instituições eficazes). Para o efeito, serão desenvolvidas as seguintes atividades: Formação de professores, Cursos educativos para alunos, Atividades de educação entre pares em ODS, Organização de uma Semana Europeia dos ODS, Implementação de Workshops de planeamento de ação para a dinamização das atividades de educação entre pares e Organização de uma Escola Internacional de Verão com participantes dos países em desenvolvimento, em cada ano do projeto. Será ainda desenvolvido um manual de informativo para professores e um currículo de liderança juvenil (Pacote de Aprendizagem ODS).


Orçamento Participativo das Escolas 2018: Alunos ajudam a melhorar a sua escola


1_1_750_2000O Orçamento Participativo das Escolas garante aos alunos a possibilidade de desenvolverem um projeto que contribua para a melhoria da sua escola, de acordo com as necessidades e preferência manifestadas. É um processo dirigido aos alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário dos estabelecimentos públicos.

Até ao final de fevereiro decorre a fase de apresentação de propostas. Estas devem identificar a melhoria pretendida através da aquisição de bens e/ou serviços, para beneficiação do espaço escolar ou para melhoria dos processos de ensino-aprendizagem e do qual possa beneficiar toda a comunidade escolar.

A votação das propostas será realizada no dia 23 de março, no âmbito da celebração do Dia do Estudante (24 de março), ocasião em que os alunos vão poder escolher democraticamente o projeto que pretendem ver implementado na sua escola. O valor a ser transferido é de um euro, por cada aluno do 3.º ciclo e secundário. Nas escolas com menos de 500 alunos o valor é de 500 euros. Estas contribuições visam financiar a execução do projeto até ao final de 2018.

O Orçamento Participativo das Escolas tem como objetivos estimular a participação democrática dos estudantes, valorizando as suas opiniões e a sua capacidade argumentativa, de reflexão e de mobilização coletiva, assim como o conhecimento prático de alguns mecanismos básicos da vida democrática. Pretende também combater o défice de confiança e o afastamento dos cidadãos, sobretudo os mais jovens, relativamente às instituições democráticas e reforçar a gestão democrática das escolas, estimulando a participação dos estudantes.

Mais informações poderão ser consultadas aqui e nas páginas da internet dos Agrupamentos de Escolas.


O MARE vai à Escola – Programa Educativo


MARE vai escola


O MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente está a promover o programa educativo 2017/2018, composto por diversas atividades de educação ambiental destinadas à comunidade escolar e adequadas aos planos curriculares.

O programa educativo "O MARE vai à escola" pretende promover o aumento da literacia do Oceano através de várias atividades a realizar pelos investigadores do MARE junto do público escolar. Estas atividades constituem oportunidades únicas de alunos e professores contactarem com investigadores e, de forma informal e através de estratégias lúdico-pedagógicas, explorar temas diversos sobre os ecossistemas aquáticos.

Consulte o programa educativo e as condições de boas práticas das marcações. Mais informações encontram-se disponíveis no site e para qualquer esclarecimento de dúvidas e/ou para marcações, por favor contactar através do email: omarevaiaescola@gmail.com.


Projeto 80

Sem_T_tulo_1_750_2000 (5)
Projeto 80 é uma iniciativa conjunta da Agência Portuguesa do Ambiente, da Direção-Geral da Educação, da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, do Instituto Português do Desporto e Juventude, da Quercus e do Green Project Awards.

É um programa de âmbito nacional que procura promover o associativismo, a educação para a sustentabilidade, o empreendedorismo e a cidadania democrática, que pretende estimular a participação cívica dos alunos através do desenvolvimento de projetos com a colaboração de professores das áreas relacionadas com o projeto, as quais os estudantes se proponham desenvolver.

Podem candidatar-se a este projeto as Associações de Estudantes das escolas do 3.º ciclo do ensino básico e secundário ou grupos informais de alunos que desenvolvam um projeto de sustentabilidade que promova, nomeadamente, a gestão eficiente de recursos, a diminuição da pegada carbónica e hídrica, a biodiversidade, o empreendedorismo, a economia verde e a inovação social, bem como o voluntariado ou outras formas de cidadania e participação pública.

As candidaturas têm um limite máximo de 20 alunos e devem incluir um professor, que assumirá a função de “Consultor da Candidatura”. As candidaturas podem ser submetidas até 31 de maio de 2018, preenchendo o formulário de candidatura disponível no site onde também se disponibilizam todas as informações.

Projeto "Walk The (Global) Walk: Mobilizar os jovens europeus em torno dos objetivos de desenvolvimento sustentável"